Categorias
Notícias

Gutemberg pode ser expulso do PPS

 Caso o ex-prefeito de Aguaí, Gutemberg de Oliveira, tenha as contas rejeitadas pela Câmara Municipal, que votará o parecer do Tribunal de Contas que foi desfavorável à aprovação, ele pode ser expulso do Partido Popular Socialista (PPS).

O partido tem com slogan a frase Um Partido Decente, e segundo pregam para a sociedade, não admitem no partido pessoas enquadradas na Lei da Ficha Limpa.

Um exemplo disso é o do um ex-vereador de Campinas que após ser enquadrado na lei teve seu pedido de expulsão pedido pelos filiados, com base, segundo o então presidente do PPS campineiro, “no fundamentado no Estatuto e Código de Ética do PPS, combinado com as deliberações de seguir os princípios da Lei da Ficha Limpa”. 

Portanto, se as contas reprovadas pelo TCE obtiverem 7 votos na Câmara Municipal de Aguaí, e o ex-prefeito se torne inelegível, será preciso observar o desenrolar do fato dentro do partido, que se não tomar a atitude que tanto prega e cobra dos outros partidos, pode se tornar alvo dos outros partidos e da grande mídia que acompanha a postura externada pelo partido nacionalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.